TRÍPLICE BACTERIANA (DTPa)

 

 

 

A vacina contra a difteria, o tétano e a coqueluche pode estar combinada com outras vacinas e a escolha e a indicação da apresentação são prerrogativas do médico.

 

Indicação: Proteção contra a difteria, tétano e coqueluche. A vacina acelular é menos reatogênica do que a vacina de células inteiras dos postos de saúde. Integra a rotina de vacinação para crianças a partir dos 2 meses aos 7 anos de idade.

 

Doenças:

 

Difteria: É uma infecção causada pela bactéria Corynebacterium diphteriae, que é transmitida principalmente pelas gotículas de saliva ou de secreções nasais. Provoca febre, mal-estar e dificuldade respiratória. Em determinadas ocasiões, pode causar problemas cardíacos ou neurológicos.

A vacina contra difteria é combinada com tétano e coqueluche (tríplice bacteriana).

 

Tétano: É uma doença causada pela penetração da bactéria Clostridium tetani através de uma ferida. Esta bactéria se multiplica na ferida e produz uma substância que pode provocar rigidez e contrações musculares extremamente dolorosas. Mesmo a poeira domiciliar pode transmitir tétano.

A vacina antitetânica pode também ser combinada com difteria e coqueluche (tríplice bacteriana).

 

Coqueluche (Pertussis): É uma infecção causada pela bactéria Bordetella pertussis, que é especialmente séria em crianças menores de seis meses de idade. É transmitida principalmente pelas secreções emitidas pela tosse e por espirro. Causa episódios graves de tosse repetida e guincho respiratório, característicos desta doença. Estes ataques de tosse podem trazer dificuldades para a alimentação, respiração ou ingestão de líquidos pela criança. Quanto menor a criança, maior o cuidado que se deve ter para que ela não tenha esta doença. A vacinação em massa reduziu significativamente esta doença, mas não a erradicou completamente. Recentemente, surtos de coqueluche foram reportados afetando crianças menores de seis meses de idade.

A vacina contra coqueluche pode também ser combinada com difteria e tétano (tríplice bacteriana).

 

Contraindicações: Crianças a partir de 7 anos de idade; hipersensibilidade aos componentes da vacina (anafilaxia), encefalopatia dentro de 7 dias após vacinação imunização prévia da vacina com o componente pertussis (coqueluche); alergia grave (anafilaxia) a componentes da vacina.

 

Esquema de doses – Vacina Pediátrica: 3 doses+ reforços - a primeira dose com 2 meses de idade, a segunda com 4 meses e a terceira com 6 meses. Um reforço aos 15 meses e outro reforço entre 4 e 6 anos de idade. Após isso, reforço de 10 em 10 anos com a vacina DT(dupla do tipo adulto) ou, preferencialmente, com a vacina dTpa (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto).

 

Esquema de doses – Vacina Adulta: Crianças a partir de 10 anos de idade e adultos não vacinados com DTP, DTPa ou DT ou com histórico vacinal desconhecido: três doses com intervalo de dois meses entre elas, sendo uma dose de dTpa e as seguintes com dT. A partir daí, reforços a cada 10 anos com dTpa.

Crianças a partir de 10 anos e adultos com esquema vacinal incompleto: completar o esquema com uma ou duas doses, sendo uma só dose com dTpa e as demais com dT.

Crianças a partir de 10 anos e adultos com esquema primário de três doses completo: reforços de 10 em 10 anos com uma dose de dTpa.

 

Eventos Adversos: Febre e reações locais (dor, vermelhidão e edema) são as mais comuns. Raramente pode ocorrer: irritação, choro intenso (bebês), síndrome hipotônica-hiporresponsiva.

 

Apresentações: Vacina tríplice bacteriana acelular pediátrica: DTPa.

 

Vacina tríplice combinada a outras vacinas:

 

Sobre a Vacina:

 

A vacina tríplice bacteriana acelular contém toxóide diftérico (D), toxóide tetânico (T) e antígenos super purificados e super triturados derivados da Bordetella pertusis (Pa – bactéria causadora da coqueluche). Devido a esta tecnologia de super trituração e de super purificação a vacina contra coqueluche da rede particular de vacinas minimiza barbaramente os efeitos pós-vacinais como, dor intensa na perna (local de aplicação) e febre alta.


Para crianças em fase pré-escolar (a partir de 5 anos) é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) o reforço com a vacina Quádrupla acelular (difteria, tétano e coqueluche acelular + antipólio injetável DTPa – IPV)


Para adultos e adolescentes é recomendado pela OMS uma dose de reforço da vacina Tríplice Bacteriana acelular do tipo adulto (Refortrix – dTpa-R) que restabelece a imunidade contra a difteria, tétano e coqueluche em adolescentes a partir de 10 anos e adultos.

 

OBS: Essa vacina está disponível na rede pública na forma de vacina com o componente pertussis feito de células inteiras. A vacina disponível na rede privada contempla o componente pertussis acelular.

 


Via de aplicação: Intramuscular.

 

Disponibilidade: Rede Pública e Rede Privada (acelulares)