PNEUMOCĂ“CICAS (PNEUMO 10, PNEUMO 13 E PNEUMO 23)

 

 

Doença: As doenças pneumocócicas são causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae também conhecida como pneumococo. Elas podem ser divididas em doenças invasivas (meningite, pneumonia bacteriana e septicemia) e as doenças não invasivas (pneumonia comunitária, otite média e sinusite).

Qualquer pessoa pode contrair as doenças pneumocócicas em qualquer idade. Entretanto, algumas apresentam maior predisposição para contrair a doença, como as pessoas acima de 45 anos e portadores de doenças crônicas com o diabetes, doenças cardíacas, doenças pulmonares, doenças renais, alcoolismo e certos tipos de câncer.

 

A doença pneumocócica é a principal causa de morte prevenível através da vacinação, em crianças com menos de 5 anos de idade, em todo o mundo.

A transmissão acontece de pessoa para pessoa pelo contato direto (saliva, espirro, tosse ou beijo). Os portadores podem não manifestar nenhum sinal da doença, embora a bactéria esteja presente na garganta.


Vacinas disponíveis no mercado:

 

Pneumo 23: A vacina antipneumocócica polissacarídica contém 23 sorotipos do pneumococo que abrange 90% dos principais sorotipos causadores das doenças pneumocócicas. A vacinação pode ser administrada em qualquer período do ano a partir de 2 anos de idade. Mulheres grávidas só devem ser vacinadas após o terceiro trimestre de gestação se houver recomendação médica.

 

Pneumo 13 conjugada: A vacina Pneumo 13 valente conjugada protege as crianças contra Meningite (inflamação das membranas que envolvem o sistema nervoso central), Septicemia (infecção generalizada), Bacteremia (infecção na corrente sanguínea), Pneumonia (inflamação dos pulmões, geralmente devida a infecção) e Otite média inflamação no ouvido, geralmente devida a infecção). A vacina pode prevenir estas doenças tanto quanto diminuir a disseminação da bactéria para outras crianças.


O esquema vacinal completo é de 4 doses, podendo variar de acordo com a idade. Esta vacina está licenciada no Brasil para crianças de 2 meses a 5 anos e 11 meses e para crianças de 6 a 18 anos com condições de alto risco. Em crianças que já receberam o esquema completo da Pneumo 7 ou Pneumo 10 devem receber uma dose suplementar de Pneumo 13 com intervalo mínimo de 2 meses, como complemento as outras vacinas pneumocócicas.

 

Pneumo 7 conjugada: A vacina Pneumo 7 valente conjugada (Prevenar) foi substituída pela Pneumo 13 valente, mas ainda pode ser utilizada em crianças pré-maturas ou em casos específicos de acordo com a indicação médica.

 

Pneumo 10: A vacina pneumocócica conjugada 10-valente inclui 10 sorotipos (1, 4, 5, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19F e 23F). Esta vacina 10-valente somente está indicada a partir de seis semanas até os dois anos de idade.

A vacina Pneumo 10 está disponível somente na Rede Pública.

 

Indicação Pneumo 13 e Pneumo 10: Proteção contra infecções invasivas causadas pelo pneumococo.

 

Quem pode se vacinar:

 

A vacina pneumocócica 13-valente, que se utiliza da mesma plataforma tecnológica da antiga vacina 7-valente, mas tem acrescentados mais seis sorogrupos de pneumococos aos sete sorogrupos originais é licenciada para crianças a partir de 2 meses até 6 anos de idade incompletos.

A vacina pneumocócica 10-valente está licenciada para crianças a partir de 2 meses até 2 anos de idade.

 

 

Esquema de doses:

 

Crianças de 2 a 6 meses de idade: três doses + reforço - primeira dose o mais precocemente possível, a partir de 2 meses de vida, segunda dose 2 meses após a primeira, terceira dose 4 meses após a primeira. Reforço aos 15 meses.
Obs: quando a vacinação é iniciada fora desta faixa etária, o esquema de vacinação pode sofrer alterações.

 

OBS: Crianças e adolescentes portadores de doenças de risco para infecção pneumocócica (imunodeprimidos, cardiopatas e pneumopatas, asplênios, entre outras) podem receber uma ou duas dose da vacina pneumocócica 13-valente, independentemente do histórico vacinal prévio.

 

 

Indicação Pneumo 23: Proteção contra a infecção pelo pneumococo. Indicada para pacientes a partir de 2 anos de idade com doença de base que os coloquem em risco para a doença (diabetes, cardio e pneumopatias, esplenectomizados, etc) e idosos. Não é vacina de escolha para imunização básica de crianças. Deve ser considerada como rotina para maiores de 60 anos.

 

Quem pode se vacinar: Crianças a partir de 2 anos de idade, adultos e idosos.

 

Esquema de doses: Somente a partir dos 2 anos de idade em dose única. Sob orientação médica, pode ser indicado APENAS UM reforço após 5 anos.

 

 

Contraindicações: Quadro febril agudo ou alergia grave a um dos componentes da vacina.

 

Eventos Adversos: Dor, vermelhidão e enduração locais. Pode haver sintomatologia sistêmica, como febre, perda de apetite, irritabilidade.

 

Via de aplicação: Intramuscular.

 

Disponibilidade: Rede Pública (Pneumo 10 – respeitando faixa etária estabelecida) – Rede Privada (para todas as faixas etárias)

 

 

Fotos